Fátima Caetano

Cuidadora


"Antes de vir, achava que enlouquecia. Não compreendia a maioria das coisas que ela [a mãe] fazia. Estava negação, como uma avestruz. Aprendi que não devo ter vergonha, que é uma doença como outra."

Depoimento publicado no Jornal de Notícias de 02‐03‐2014.